Desenvolvedor usa Klingon para combater pirataria de seu software

Klingon_payback001-780x375

Essa história despertou o interesse nerd e é natural que todo nerd se interesse.

Quando um Klingon diz bortaS bir jablu’DI’reH QaQqu’ nay,’ não é nada bom. Isso significa “Vingança é um prato melhor servido frio” e geralmente vem seguido de morte.

Edward Brawer, desenvolvedor do software uBar estava pensando em alguma maneira em lidar com quem pirateava seu software e a idéia dele foi a de trocar o idioma do Mac daqueles que pirateavam seu software.

“Eu sabia que lutar contra eles ativamente seria uma perda de tempo”, diz ele ao Cult of Mac. “Esses pessoas não tem nada melhor para fazer. Então criei um meio de guerra assimétrica que daria uma reposta melhor.”

uBar tem aproximadamente 30 mil usuários registrados. Os usuários novos podem utiliza-lo sem custo por 30 dias e após disso é solicitado uma taxa de 20 dolares. O desenvolvedor estima que por volta de mil usuários encontraram meios de ter o software sem pagar. Os Klingons são uma raça que está acostumada com pirataria na série StarTrek e chegaram a combater a Frota Estelar algumas vezes.

A estratégia do desenvolvedor foi simples. Permita que o software seja pirateado e quando ocorrer, ao invés de se criar um novo método de proteção, o software foi programado para traduzir as coisas do usuário para Klingon sempre que o software detectasse que o mecanismo de registro foi burlado.

Isso incomodou alguns usuários que enviaram e-mails para o desenvolvedor reclamando do ocorrido. Muitos deles enviavam com seus e-mails corporativos e para sua surpresa, muitos se identificavam.

A resposta da equipe de suporte do software foi:

“Como voce está utilizando uma cópia pirata do uBar, é essencial que voce aprenda Klingon. Essa é a vida que voce escolheu. Dujeychugh jags nIv yItuHQo’!”

O desenvolvedor esperou um ano antes de anunciar publicamente essa história em seu blog.

Fonte: CultOfMac

Adidas compra Runtastic

Grafik_Blog

A Runtastic, fabricante de diversos aplicativos de saúde e bem-estar anunciou hoje que se tornou parte do grupo Adidas. A Runtastic foi criada por 4 austriacos em 2009 e hoje conta com mais de 20 aplicativos totalizando mais de 140 milhões de downloads. O valor da compra foi de USD$240 milhões

O maior acionista da Runtastic era até então a empresa Axel Springer com 50.1% das ações e o restante dividido entre o investidor Johann Hansmann e os 4 criadores Florian Gschwandtner, Alfred Luger, René Giretzlehner e Christian Kaar. Por enquanto a empresa continuará sob comando dos criadores.

Fonte: Runtastic

Invasão brute force no seu site? Responda o ataque de maneira criativa

Recentemente detectei uma tentativa de invasão em um de meus sites, nada muito importante nem muito inteligente, um script que fica rodando na pagina de login e fazendo inúmeras tentativas.

Antes de mostrar a “mágica”, vamos a um pouco de base sobre o assunto.

O que é Brute Force?

Brute force é uma técnica de acesso a algum site ou serviço baseado em tentativa e erro. Geralmente, o invador tem uma lista com milhares de usuários e senhas e através de algum programa que ele mesmo faz ou algum que baixou da internet, fica testando senha por senha. Esse processo pode levar meses e não costuma ser ideal pois se o site tiver senhas seguras, será impossível descobrir a senha antes que sua paciência acabe.

Como identificar o brute force?

 

Dependendo da velocidade e intensidade do ataque, é facilmente percebido com alertas no servidor mas o método de percepção que usei foi ficar de olho nos logs e criar algo que impeça o brute force.

Eu recomendo que todo site tem limitações a quantidade de tentativas de acesso e bloqueios por IP após o estouro do número de tentativas, pois assim o agressor acaba ficando sem opcoes simples e ncessitando de um grande número de IPs disponíveis para isso. Isso pode requerer algum conhecimento em desenvolvimento de softwares.

Como tratar a invasão?

Se eu tivesse uma base grande de computadores para derrubar o agressor, poderia tentar mas é muito mais fácil se livrar do encosto de maneiras mais simples.

Pensei em bloquear o acesso de uma vez mas optei por algo criativo… E se eu redirecionasse esse danado pra onde quer que fosse mais engraçado?

Peguei um pequeno pedacinho de codigo php e fiz a “mágica”.

 

Ao menos isso me fez retomar o interesse pelo site :-)

O custo de uma invasão

sony_pictures_logo

Lembram que a Sony recentemente foi hackeada pelos Norte Coreanos? Pois é, isso teve um preço…
Uma invasão em larga escala de seus servidores trouxe grande publicidade negativa, e-mails vazaram, filmes planejados vazaram e a reputação causada pelo incidente não tem limites.

Mas e dinheiro, quanto será que tudo isso pode ter custado? Afinal, tudo tem um preço e algo tão grande assim, apesar de não ter tido diretamente desvio de dinheiro, teve um custo alto.

Hoje a Sony anunciou resultados preliminares de seu terceiro quartil e nele diz que o custo da investigação e correção dos problemas referentes a invasão custo nada menos que 15 milhões de dólares.

Esse fato absurdo evidencia uma coisa que está clara mas que a grande maioria das empresas resistem em entender, investimento em segurança e pessoal altamente qualificado é básico e essencial e se você economiza seu dinheiro nisso, seu prejuízo virá de outras maneiras, muitas vezes custando muito mais que sua equipe altamente capacitada, sem contar a vergonha em se passar por algo assim.

Fonte da notícia: TechCrunch

Samsung perdendo mercado de smartphones

samsung-logo-black_pictures4_us_1123

(Reuters) – A Samsung está próxima de perder sua coroa como líder global em smartphones depois de divulgar uma queda em seus lucros um dia após a Apple ter tido o maior lucro em toda história.

E empresa sul coreana disse que os lucros provenientes de smartphones e outros dispositivos moveis caíram 64%, contribuindo para a queda nos lucros após 3 anos de altas.

Foi a quinta queda de quartil consecutiva em contraste com o super lucro em vendas de iPhone da Apple. Analistas dizem que a Samsung está sob imensa pressão para segurar sua participação no mercado e depositam muitas fichas em seu novo celular a ser lançado em breve, Galaxy S6 que deve ser anunciado em Março.

A empresa de pesquisa Counterpoint disse em um relatório separado que no último quartil a Apple ultrapassou a Samsung como a maior fabricante de smartphones.

Fonte: Reuters

UnitedNerds – Notícias, opiniões e um resumo do que vale a pena ser lido